English
French
German
Spain
Italian
Dutch


Russian
Portuguese
Japanese
Korean
Arabic
Chinese Simplified

A luta Continua .faça a sua parte..

“Viver com Aids é possível. Com preconceito não”. Este foi o slogan escolhido para ser discutido no Dia Mundial de Luta contra a Aids, que aconteceu hoje, 01. A Secretaria Estadual da Saúde, em parceria com a Fundação Municipal de Saúde, realizou durante todo o dia na Praça João Luis Ferreira, atividades que marcaram a data, com informações sobre o tema e ainda a distribuição de preservativos masculinos e femininos. “Este é um assunto muito importante para ser discutido, pois a gente sabe que ainda existe hoje bastante preconceito com aquelas pessoas que tem o vírus da Aids. Estamos chamando hoje a atenção das pessoas para isso, mas também é um momento de estar informando sobre os cuidados e as formas de prevenção da doença”, destacou a superintendente de atenção integral a saúde, Cristiane Moura Fé. Para Marília de Sousa, 19 anos, informação nunca é demais. “Quanto mais a gente tiver em nossa disposição esse tipo de atividade, onde as pessoas possam estar se informando sobre os riscos que Aids provoca, com certeza a gente vai ter menos gente adoecendo, e com isso, uma vida com mais saúde”, disse. O Piauí fortalece sua posição de luta no enfrentamento deste agravo, com ações realizadas pelo Estado, entre elas, a Construção dos Planos Estaduais (Biênio 2009 / 2010): Atenção Integral à Saúde do Homem; Enfrentamento da Epidemia de DST/HIV/AIDS entre Gays, HSH e Travestis; Redução de Danos e Saúde e Prevenção nas Escolas. Segundo dados preliminares do Programa Nacional de DST e AIDS, a epidemia de HIV / AIDS, ainda que estabilizada no País, encontra-se crescente na região Nordeste. Ela apresenta-se em 3º lugar entre as regiões brasileiras (11,9%) com o maior número de casos da doença. Entre 1986 e 2009 já foram notificados 3.632 casos de Aids no Piauí. O perfil epidemiológico dos casos de Aids residentes no Piauí, aponta que o maior número dos casos está em pessoas com faixa etária entre 20 e 34 anos.



0 comentários:

Postar um comentário

tst